Eu posso explicar!

8 12 2009

E aí que tá difícil escrever aqui. Final de ano, correria. Cartão de natal, e-mkt de natal, vitrine de natal, alteração, cartão final de ano, cartão últimos dias, e-mkt final de ano, calendário 2010 com alterações infinitas, revisar isso, revisar aquilo, alterar de novo e, virei uma escrava de job. Simplesmente quero que chegue: FEVEREIRO UH-UH. Talvez isso justifique a minha ausência, talvez não.

Tantos assuntos, tantos temas, tanto querer, tanto sentimento, tanto pensamento. Mas as palavras simplesmente não saem. As ideias não se organizam, os dedos não obedecem no teclado, os olhos não fixam no word. A mente voa e ao mesmo tempo não sai do lugar. Complexo demais pra tentar explicar.  Tudo trava quando penso em fazer um novo texto. Eu travo. E sim, é uma vergonha assumir.

Juro que não é falta do que falar. Eu queria escrever sobre como foi legal conhecer (não pessoalmente) o Léo Zardo e até “duplar” com ele no T.I nas últimas semanas antes da entrega. Depois eu poderia escrever sobre o carro desgovernado da Luana em pleno almoço de aniversário dela, esse realmente merecia um texto.

Estávamos indo almoçar no Delícias do Campo, galera da agência, amigos e, de repente não mais que de repente, o Pedrinho (carro da Lu) fica extremamente acelerado. Coisa de filme da sessão da tarde. Um jurava que ela ia sair atropelando todo mundo, eu jurava que o carro ia chegar ao máximo e explodir, ela apavorada quase chorando. Paramos no posto e com um simples olhar o tiozinho arrumou e tudo voltou ao normal. E como de costume, depois que passa a gente ri. E rimos muito. Até hoje.

E eu queria dizer que nas horas vagas (não são muitas) faço freela de revisão, além de assistência em T.I e TCC e normas da ABNT. Todo semestre adoto um ou dois, ou três, ou quantos sabem dessa minha boa ação semestral e entram em contato. E agora não foi diferente, entre uma ajuda aqui e uma revisão ali, fui assistir a apresentação da campanha da Luh Vieira e aproveitei pra matar a saudade do abraço do Robson Vicentin. E do bar da tia. E hoje é a apresentação do TCC dela, e eu desejo toda sorte do mundo, mesmo sabendo que ela não vai precisar, pois o orientador é o Pedroso e eu conheço muito bem o potencial da pequena.

E na sexta, dia 11, é a apresentação da Rê Oliveira que eu peguei na mão nas últimas semanas antes da entrega, também desejo muita boa sorte na apresentação, e que ela não se esqueça de falar a metade do texto que eu tirei do PowerPoint.

E por último, mas não menos importante, meu amigo Daniel (Designer é rei) veio dizer esses dias que não tinha mais texto da Kelly no blog. E, pensando bem, acho que nem terá mais. Sem tempo, sem argumento, sem fonte de inspiração. Querer sem querer escrever textos que falam demais. Dupla em crise.

“Quem sabe a gente não se encontra por aí. Qualquer dia, qualquer hora, por acaso, outra vez” (Literatura de Araque).

Anúncios

Ações

Information

7 responses

8 12 2009
luana

amiga, juro que a próxima vez que o pedrinho fizer uma coisa dessa dou uns tapinhas nele pra ele aprender.. uia sustooo haha

bjo

8 12 2009

Se a minha memória de alga ajudar, não esquecerei o que falar não, hahahaha!

Obrigada por toda a força, sempre solicitada nos 45′ do segundo tempo.

Beijos, querida!

8 12 2009
Simone

Eu disse que trabalhar na Gas era punkkkk!!!! Mas o que vale mesmo é o conhecimento, a experiência e os amigos.
grande bjo
Mone

9 12 2009
Léo

E sem ter inspiração escrever textos, você escreveu um belo texto!
O dia que você parar de blogar eu morro. Sem querer pressionar. hahaha
Sério, não para não.

Beijos

9 12 2009
Tatah

qporraéessa? ¬¬
Nada disso, bora voltar.
E não é “Dupla em Crise”? Onde estará o Maicon? 😦

E concordo com o Léo!
Sem querer pressionar. [2]
haha

Um beijo!

9 12 2009
marilis

Pra quem não tinha inspiração pra escrever
até que saiu um ótimo post como sempre
hehehe
não para de blogar não Kely!!

10 12 2009
Sérgix

O dupla em crise sempre foi mais Kelly em crise do que dupla né.
Adoro seus textos e já tinha percebido que vc não tem publicado nenhum texto pessoal ultimamente, compreendo. Parei com o Insano por enquanto, sei lá, perdi a vontade de escrever textos melancolicos e nostalgicos, talvez pq eu não esteja melancolico e nostalgico. Pretendo voltar para o blog, com outro tema sei lá!

Adoro seu blog, mas não vou fazer pressão. hehehe

OBS: o enredo estilo o carro desgovernado daria um bom texto de comédia… haha

Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: