Eu posso explicar!

8 12 2009

E aí que tá difícil escrever aqui. Final de ano, correria. Cartão de natal, e-mkt de natal, vitrine de natal, alteração, cartão final de ano, cartão últimos dias, e-mkt final de ano, calendário 2010 com alterações infinitas, revisar isso, revisar aquilo, alterar de novo e, virei uma escrava de job. Simplesmente quero que chegue: FEVEREIRO UH-UH. Talvez isso justifique a minha ausência, talvez não.

Tantos assuntos, tantos temas, tanto querer, tanto sentimento, tanto pensamento. Mas as palavras simplesmente não saem. As ideias não se organizam, os dedos não obedecem no teclado, os olhos não fixam no word. A mente voa e ao mesmo tempo não sai do lugar. Complexo demais pra tentar explicar.  Tudo trava quando penso em fazer um novo texto. Eu travo. E sim, é uma vergonha assumir.

Juro que não é falta do que falar. Eu queria escrever sobre como foi legal conhecer (não pessoalmente) o Léo Zardo e até “duplar” com ele no T.I nas últimas semanas antes da entrega. Depois eu poderia escrever sobre o carro desgovernado da Luana em pleno almoço de aniversário dela, esse realmente merecia um texto.

Estávamos indo almoçar no Delícias do Campo, galera da agência, amigos e, de repente não mais que de repente, o Pedrinho (carro da Lu) fica extremamente acelerado. Coisa de filme da sessão da tarde. Um jurava que ela ia sair atropelando todo mundo, eu jurava que o carro ia chegar ao máximo e explodir, ela apavorada quase chorando. Paramos no posto e com um simples olhar o tiozinho arrumou e tudo voltou ao normal. E como de costume, depois que passa a gente ri. E rimos muito. Até hoje.

E eu queria dizer que nas horas vagas (não são muitas) faço freela de revisão, além de assistência em T.I e TCC e normas da ABNT. Todo semestre adoto um ou dois, ou três, ou quantos sabem dessa minha boa ação semestral e entram em contato. E agora não foi diferente, entre uma ajuda aqui e uma revisão ali, fui assistir a apresentação da campanha da Luh Vieira e aproveitei pra matar a saudade do abraço do Robson Vicentin. E do bar da tia. E hoje é a apresentação do TCC dela, e eu desejo toda sorte do mundo, mesmo sabendo que ela não vai precisar, pois o orientador é o Pedroso e eu conheço muito bem o potencial da pequena.

E na sexta, dia 11, é a apresentação da Rê Oliveira que eu peguei na mão nas últimas semanas antes da entrega, também desejo muita boa sorte na apresentação, e que ela não se esqueça de falar a metade do texto que eu tirei do PowerPoint.

E por último, mas não menos importante, meu amigo Daniel (Designer é rei) veio dizer esses dias que não tinha mais texto da Kelly no blog. E, pensando bem, acho que nem terá mais. Sem tempo, sem argumento, sem fonte de inspiração. Querer sem querer escrever textos que falam demais. Dupla em crise.

“Quem sabe a gente não se encontra por aí. Qualquer dia, qualquer hora, por acaso, outra vez” (Literatura de Araque).





Mais do Mesmo

2 12 2009

E lá vai mais vídeos da Mostra de Cannes.

Norte Beer

Binge Girl

Visionlab

Tele-2

Loewe

Milk

eBay

James Boag’s

Father Involvement – PSA

Dare Iced Coffe





Leões na Ilha

1 12 2009

E não é o Avaí. Ontem, dia 30 de novembro, teve a 2ª Mostra Cannes lá no Iguatemi. Muitos filmes legais, outros nem tanto. Mas, mesmo assim, foi demais. Depois teve a festa no Taiko, companhia de amigos (Carol Fernandes, Carol Kuhn, Rê Marques, Rê Oliveira, Luh Pigozzi, Helô Sprada, Mone Santos, Nessa Quadras) e felicidade garantida. Pra quem perdeu, segue dez filmes abaixo (sem legenda, porque nem tudo é perfeito) depois tem mais!

Citroen C3

Volkswagen

Volkswagen II

Audi Q5

Fiat 500

Tok Stok

AUTOBAHN

Honda “Ao vivo”

COCA COLA

Philips