Dúvida cruel

13 04 2009

placa

E a gente passa quatro anos na faculdade a fim de encontrar a resposta que todos perguntam: “o que você vai ser quando crescer?”. E você chega lá com uma imensa dúvida, sem saber se é o curso certo, sem saber se vai gostar. E vai conhecendo cada setor do que escolheu, e vai se identificando em várias partes, e vai percebendo pessoas com ideais semelhantes aos seus. E termina o curso com a certeza que fez tudo certo, que aproveitou cada momento. Mas talvez a resposta daquilo que te perguntaram quando era criança, não tenha encontrado.

Não que não tenha gostado, mas talvez por ter gostado de mais. Ter gostado de tudo. Mas na hora de decidir não sabe dizer. Não sabe o que quer. Não sabe como quer. E eu pergunto pra muitos formandos e formados, qual área vão seguir? E eles não sabem. E eu não sei. E admiro aqueles que sabem. Que respondem com convicção, com a certeza de que é aquilo e nada mais.

Eu sei o que eu gosto e sei o que eu não quero. Eles também.

Eu sei que gosto de redação, mas que talvez como planejamento eu tenha mais talento.

Eu sei que ele gosta de direção de arte, mas acredita ser melhor como mídia.

Eu sei que ela gosta de criação, mas se inscreveu numa vaga de atendimento.

Eu sei que ela trabalha de atendimento, mas busca uma vaga na produção.

Eu sei que ela faz administração, ama publicidade e sonha em fazer veterinária.

Eu sei que eu não sei se essa dúvida é comum, mas que fico aliviada em saber que não sou só eu. E sei que quando esse povo todo encontrar a resposta eles vão dar o melhor de si, assim como darei o melhor de mim.

Anúncios